Laryanger Smarthome

Dicas para a segurança do homem do campo:

Com os casos crescentes de furtos, roubos e assaltos na zona rural estamos disponibilizando importantes dicas para quem vive e trabalha no campo.

Apenas alguns exemplos vinculados na mídia para que os produtores venham a ter consciência da importância da cartilha e suas dicas;

A) Ladrões roubam trator e sequestram casal de trabalhadores rurais;

http://www.acomarca.com.br/?p=2022

b) Número de roubos e furtos preocupa proprietários de sítios em Mogi Mirim;

http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2014/06/numero-de-roubos-e-furtos-preocupa-proprietarios-de-sitios-em-mogi-mirim.html

c) Quadrilha passa a noite em sítio durante assalto na zona rural;

http://www.portallemenews.com.br/index.php/policial/2522-quadrilha-passa-a-noite-em-sitio-durante-assalto-na-zona-rural

d) Quadrilha armada rende homens e crianças e rouba sítio em Franca, SP

http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2014/05/quadrilha-armada-prende-vitimas-e-rouba-sitio-em-franca-sp.html

e) Roubos e furtos aumentam 26% na zona rural no noroeste paulista;

http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2014/04/roubos-e-furtos-aumentam-26-na-zona-rural-no-noroeste-paulista.html

Esperamos que os produtores e pessoas que vivem no campo possam ter a dimensão dos fatos apresentados.

DICAS DE SEGURANÇA ABAIXO;

1. Combinar com vizinhos, motoristas de transporte escolar e de coletas de produtos rurais, códigos para situação de perigo (conversação, sinais sonoros e/ou visuais).

2. Adquirir sistemas de comunicações (telefone, rádio etc.) e procurar instalar portões eletrônicos, alarmes e câmeras de vigilância e luzes em pontos estratégicos da propriedade.

3. Ter os telefones úteis como, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, vizinhos, amigos e parentes de fácil acesso. Até gravados em memória e identificados de forma a efetuar fácil ligação, por ex. 1, 2, 3, 4, etc

4. Manter animais (como cachorros, gansos) que possam denunciar a chegada de estranhos, além de colocar cadeados nas porteiras e portões de acesso à propriedade.

(Lembrando que cães específicos precisam ser treinados para guarda e proteção, recusa de alimentos de estranhos para tanto sugere-se a busca por treinador qualificado.)

5. Não deixar chaves em locais que tragam risco à segurança (troncos, pedras etc.).

6. Cientificar o vizinho nos casos de ausência e evitar a rotina de deixar as luzes externas acesas ao sair. Pedindo que recolham jornais, revistas, periódicos, etc que podem denunciar a ausência do local.

7. Evitar rotinas, alterar caminhos, condutas e horários. Não comentar particularidades sobre a família ou a propriedade e orientar funcionários a fazerem o mesmo.

8. Evitar comentar ou manter na propriedade objetos de valor ou somas em dinheiro. Recorrer aos bancos para depósitos ou pagamentos.

9. Estar atento aos compradores ou vendedores estranhos e ter cuidado com negócios fáceis e lucrativos.

10. Vistoriar periodicamente a propriedade, verificando cercas, animais, acessos etc.

11. Deixar nas pastagens próximas de estradas ou local de fácil acesso os animais de difícil manejo e no período noturno, procurar recolhê-los nas proximidades da sede.

12. Pedir referências e checá-las antes de contratar funcionários. É de grande importância possuir um cadastro de todos os funcionários, fotos digitalizadas (pode ser por webcam ou câmera digital), cópia de documentos e endereço correto. Utilizar ou baixar  aplicativo https://www.sinesp.gov.br/sinesp-cidadao no celular ou utilizar via web para conferencia de dados.

13. Evitar manter armas na propriedade, pois ao invés de repelir poderá atrair meliantes e seu uso incorreto agravará a situação e colocará a família em risco.

14. Ao alugar um imóvel, certificar para quem e qual a finalidade, anotando dados, inclusive os do veículo.

15. Verificar, ao aproximar-se do imóvel, sinais exteriores de irregularidade e não ter pressa de entrar.

16. Identificar máquinas e implementos a fim de facilitar seu reconhecimento imediato ou após a prática do crime. Armazenar fotos, gravar números em outros locais da própria máquina, são boas medidas. (Quando as maquinas são roubadas ou furtadas as placas e identificações originais são retiradas)

17. Instalar nos maquinários agrícolas equipamentos de segurança que dificultem a sua locomoção, procurando mantê-los trancados num galpão próximo a casa. (Pode ser instalado rastreador, ou verificar a possibilidade de seguro para os equipamentos)

18. Guardar em local adequado as ferramentas de uso diário (facão, foice, pá etc.), pois podem ser utilizados para arrombamento ou contra você.

19. Se for vítima de roubo, não reagir. Embora seja difícil, manter a calma e procurar memorizar detalhes durante o roubo, como fala dos criminosos, tatuagens, vestimentas, e outros.

20. Em deslocamentos procurar portar aparelho celular e quando acionar a polícia, cientificar-se com qual cidade está falando.

21. Ao perceber veículos e pessoas em atitudes suspeitas, anotar o maior número de dados e particularidades, repassando à polícia e aos vizinhos. Muitas vezes portamos um celular com câmera digital, e fazer uma foto de um veículo e suspeitos ainda que de forma discreta, poderá ajudar posteriormente.

22. Informar à polícia ao notar algum crime, preservar o local para perícia e registrar o B.O. com maior número de informações possíveis.

Esperamos ter ajudado com algumas dicas assim precavendo os produtores e pessoas que vivem no campo.




Total de visitas: 2421